(88)99346-0259

UniVS promove evento em alusão ao Dia da Luta Antimanicomial

Movimento antimanicomial é lembrado anualmente no dia 18 de maio.

06/05/2022 19:04 pm - COMPARTILHE: - + Imprimir

Os cursos de Psicologia e Enfermagem do Centro Universitário Vale do Salgado (UniVS) realizarão, no dia 17 de maio, o I Simpósio Interdisciplinar da Luta Antimanicomial, no auditório da Clínica-Escola, nos turnos manhã e noite, com início às 9h30 e 19h, respectivamente.

O evento fará alusão ao dia 18 de maio, data destinada à Luta Antimanicomial. Esse movimento surgiu a partir das reivindicações de profissionais descrentes do modelo de saúde asilar e hospitalocêntrico que predominava no Brasil até o fim da década de 1980 e reduzia os transtornos psicopatológicos a experiências medicalizantes e biologicistas.

Neste contexto, o Simpósio contará com mesas-redondas com a presença de profissionais da Psicologia, Enfermagem, Medicina e Psiquiatria, que atuam em políticas públicas da Saúde, para discutir sobre a luta antimanicomial no Brasil, a Rede de Atenção Psicossocial (Raps) e os Centros de Atenção Psicossocial (Caps) de Icó e cidades circunvizinhas.

A atividade é uma iniciativa da Liga Acadêmica de Psicologia, Educação e Direito, Liga Acadêmica de Psicologia Comunitária, Liga Acadêmica de Estudos Cognitivo Comportamental e da Liga Acadêmica de Promoção da Saúde.

“Conhecer a história acerca da Luta Antimanicomial para estudantes universitários de cursos na área da Saúde, como Enfermagem, Fisioterapia e Psicologia, é importante para fomentar um debate crítico acerca da atuação desses profissionais que estão inseridos e compõem a equipe de saúde na Raps”, afirma a profa. Sandra Mary Duarte, organizadora do evento.

O movimento

Ao longo da história da saúde mental, percebe-se que a ideia de doença mental foi construída sob os efeitos de uma perspectiva equivocada, responsável pela reprodução de estigmas e preconceitos contra pessoas denominadas “loucas”.

A área da Saúde deve considerar as múltiplas condições históricas, sociais, políticas e culturais que constroem um modelo contemporâneo de saúde mental. Nesse contexto, o movimento da Luta Antimanicomial se consolidou, no Brasil, com a implementação do Sistema Único de Saúde (SUS), em 1990, e, posteriormente, com a Portaria nº 3.088 de 2011, que instituiu como equipamento de saúde mental os Centros de Atenção Psicossocial (Caps). Um terceiro marco importante foi a promulgação da Rede de Atenção Psicossocial (Raps) no âmbito da atenção secundária do SUS, no ano de 2015.

Esse movimento faz lembrar que, como todo cidadão, as pessoas que sofrem com transtornos mentais têm direito fundamental à liberdade, além do direito a receberem cuidados e tratamentos, sem que para isso sejam excluídas do convívio familiar e social.

Serviço 

I Simpósio Interdisciplinar da Luta Antimanicomial

Data: 17 de maio

Horário: 9h30 e 19h

Local: Clínica-Escola


COMPARTILHE: