(88)99346-0259

Saúde mental da população negra brasileira foi pauta de mesa-redonda do curso de Psicologia

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

23/11/2021 15:55 pm - Atualizado em 28/12/2021 09:45 am - COMPARTILHE: - + Imprimir

O mês de novembro é marcado, em todo o Brasil, por eventos e espaços de discussão no âmbito das lutas dos movimentos sociais contra o racismo. Em live realizada no canal da UniVS no YouTube, no último dia 19 de novembro, as psicólogas Mirian Marques (CRP-11/12212) e Beatriz Santos (CRP-11/17466) trabalharam o tema de forma interdisciplinar, traçando linhas de discussão acerca da saúde mental da população negra e os desafios que a psicologia tem travado para o enfrentamento das desigualdades a essa parcela da população brasileira.

Miriam Marques iniciou sua fala citando dados quantitativos da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (ABRASCO), e alertou para o risco de negros morrerem por Covid-19, que é 62% maior se comparado a brancos. Falou ainda sobre o risco de suicídios entre jovens e adolescentes negros e outras problemáticas nesse sentido. “Esses dados não podem ser tratados apenas como números. Pois eles revelam um racismo institucional e estrutural, sobretudo que vão atravessando vivências e experiências da vida”, argumentou.

Na segunda fala da noite, a psicóloga Beatriz Santos discutiu sobre a necessidade em considerar o contexto histórico para propor soluções e debater a saúde da população negra. “Precisamos direcionar o nosso olhar e, sobretudo, pensar na nossa profissão, pensar de fato qual o nosso compromisso diante de uma psicologia que passou por anos silenciando diante dessa realidade. Qual o nosso compromisso agora? O que podemos e devemos fazer? Proporcionar esses espaços de troca, de conversas, pesquisar, publicar artigos e para além disso, agir”, concluiu.

Para assistir ao evento na íntegra, clique aqui! 

COMPARTILHE: