(88)99346-0259

UniVS conscientiza população sobre importância da luta antimanicomial neste dia 18 de maio

Instituição acredita e defende que o cuidado em saúde mental deva vir com respeito e liberdade.

18/05/2021 10:55 am - Atualizado em 04/01/2022 16:03 pm - COMPARTILHE: - + Imprimir

Nessa terça-feira (18) marca o Dia Nacional da Luta Antimanicomial, data que lembra a importância da busca pelos direitos das pessoas em sofrimento mental e que valoriza o movimento de combate ao isolamento de pessoas com transtornos mentais. O Centro Universitário Vale do Salgado (UniVS) acredita e defende que o cuidado em saúde mental deva vir com respeito e liberdade, valorizando o empoderamento e a cidadania como principais estratégias para a inclusão social.

Papel das psicólogas e psicólogos no cuidado em saúde mental

O curso de Psicologia da UniVS aborda a temática da reforma psiquiátrica e o papel das psicólogas e dos psicólogos no cuidado de pessoas em sofrimento psíquico em inúmeras disciplinas, debates acadêmicos e nas práticas dos estágios, permitindo aos estudantes a reflexão crítica sobre o assunto, analisando os desafios enfrentados ao longo dos anos em prol de uma política de saúde mental digna e do respeito aos Direitos Humanos.

Sobre a data

No Brasil, com o lema “Por uma sociedade sem manicômios”, o Movimento da Luta Antimanicomial teve, em 1987, dois marcos importantes para a escolha do dia 18 de maio: o Encontro dos Trabalhadores da Saúde Mental, em São Paulo, e a I Conferência Nacional de Saúde Mental, em Brasília.

Após as mobilizações, foi aprovada a Lei 10.216/2001, nomeada “Lei Paulo Delgado”, que trata da proteção dos direitos das pessoas com transtornos mentais e redireciona o modelo de assistência.
Esse movimento faz lembrar que, como todo cidadão, as pessoas que sofrem com transtornos mentais têm direito fundamental à liberdade, além do direito a receberem cuidados e tratamentos, sem que para isso sejam excluídas do convívio familiar e social.


COMPARTILHE: